27 de junho a 1º de julho de 2022
 Vagas limitadas! 
Centro de Cultura e Eventos da UFSC - Florianópolis - SC - Brasil

Trabalhos


Datas Importantes

04/11/2020 a 15/02/2022
Período de submissão dos resumos para avaliação

31/03/2022
Divulgação do resultado da avaliação

 

22/05/2022

Prazo para pagamento de inscrição


05/06/2022
Envio do trabalho completo para aprovados em Comunicação Oral ou Pôster, e confirmação de apresentação do trabalho aceito.

Obs.: O envio do trabalho completo é opcional para ambas as modalidades.






Regras para Submissão de Resumos

A submissão será realizada em duas etapas: 1ª etapa: envio dos resumos para avaliação da Comissão Científica; 2ª etapa: os trabalhos aprovados para Comunicação em Sinais, deverão enviar o trabalho completo para publicação nos anais. Não é necessário o artigo completo para Pôster aprovado.
Os resumos devem ser submetidos em formato PDF ou vídeo até 15/02/2022, através de sua área restrita no site do evento. Para isso, o autor interessado deverá preencher ficha de inscrição e cadastrar seu login e senha. Clique aqui
O autor deverá indicar no sistema de submissão a modalidade desejada. A comissão científica irá analisar e definir se o trabalho será aceito ou não e especialmente para o formato oral, alguns trabalhos poderão ser modificados para a forma de apresentação em pôster.

No momento da submissão, o autor principal deverá incluir todos os autores envolvidos, na ordem correta de autoria, inclusive o nome doa autor principal. Será necessário nome completo, nome para referência e instituição de cada autor. Quando o trabalho for escrito por vários autores, é preciso ordená-los de acordo com a contribuição de cada um, com o autor principal em primeiro lugar. É permitido no máximo 6 autores por artigo e 2 artigos por autor.



Modalidades

Os trabalhos poderão ser submetidos em três modalidades distintas: Comunicação em Sinais, Pôster ou Signopsis.


Comunicações em Sinais - apresentações em sinais de 30 minutos
A modalidade de comunicações objetiva selecionar apresentações de resultados de pesquisas compreendidos nos eixos temáticos do evento.
Clique nos links a seguir para baixar o template e montar sua apresentação:

 

https://congressotils.com.br/ApresentacaoTILS.pptx

https://congressotils.com.br/ApresentacaoLinguistica.pptx

https://congressotils.com.br/ApresentacaoFrancoBrasileiro.pptx


Pôster - apresentações no formato pôster com 1 hora de exposição sob a responsabilidade do autor
A modalidade pôster objetiva oportunizar aos pesquisadores apresentar suas pesquisas em andamento, bem como projetos de extensão compreendidos nos eixos temáticos do evento.

Signopsis  - consiste de um vídeo de 5 minutos. NOVA MODALIDADE!!!
Este é o link dos vídeos selecionados na seção SINOPSIS do Congresso Internacional de Estudos de Línguas de Sinais (TISLR13) realizado na Alemanha em 2019:
https://www.idgs.uni-hamburg.de/en/forschung/tagungen/tislr2019/call-for-5-minute-signopsis.html

Selecionaremos 5 vídeos para o Congresso de Linguística e 5 vídeos para o Congresso TILS que serão apresentados ao final de cada evento e a comunidade escolherá o melhor vídeo enviado.
Deseja compartilhar seu entusiasmo pela pesquisa em língua de sinais ou estudo de tradução e interpretação com o mundo em geral?  Você tem novas descobertas empolgantes em pesquisas?  Você está envolvido em um projeto lingüístico ou sociocultural que promove a língua de sinais? Considere enviar um resumo para o novo formato Signopsis.
 O Signopsis é um concurso dos Congressos, durante o qual 10 pesquisadores surdos ou ouvintes de língua de sinais ou de tradução e interpretação júnior apresentarão suas pesquisas de maneira concisa, informativa e envolvente. Cada apresentador preparará um vídeo de cinco minutos no qual eles introduzirão um tópico de sua escolha de uma maneira animada e acessível, usando os recursos visuais que considerem úteis. As apresentações devem ser direcionadas a um público leigo e devem apresentar dados interessantes e inovadores, empolgantes ideias, novas perspectivas sobre as teorias existentes e/ou compromissos relacionados à língua nas comunidades surdas.
O objetivo do Signopsis é ajudar a melhorar a visibilidade da pesquisa lingüística de sinais e estudo de tradução e interpretação. Incentivamos todos os membros juniores (iniciação científica) da comissão cientifica que planejam participar da reunião a considerar enviar um resumo para este evento. O vencedor será selecionado por um painel de juízes especialistas e pelo público.

Lembre-se de que os requisitos básicos do vídeo são a inclusão de pelo menos uma das línguas de sinais dos congressos (Libras ou Sinais Internacionais) e legendas em português. Como a apresentação do vídeo será interpretada em Libras ou Sinais Internacionais, o prazo para envio da versão final do vídeo à comissão organizadora é 5 de junho de 2022.



Eixos Temáticos

Os resumos poderão ser submetidos em português ou francês ou vídeo em Libras ou Língua de Sinais Internacional. Cada Congresso com seus eixos temáticos específicos:

Eixos temáticos 3º CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISAS EM LINGUÍSTICA E LIBRAS
- Estudos linguísticos da língua de sinais (fonologia, morfologia, sintaxe, semântica e pragmática, discurso)
- Documentação de língua de sinais
- Aquisição de língua de sinais
- Ensino de língua de sinais como L1 e como L2
- Ensino de segunda língua para surdos
- Escrita de língua de sinais
- Lexicografia e terminologia de língua de sinais 
- Variação Linguística de língua de sinais
- Literatura e performance de língua de sinais
- Gesto e línguas de sinais
- Planejamento de língua de sinais e política linguística

Eixos temáticos dos trabalhos submetidos para 7º CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISAS EM TRADUÇÃO E INTERPRETAÇÃO DE LIBRAS E LÍNGUA PORTUGUESA 
  
- Formação de tradutores/intérpretes de língua de sinais 
- Metodologias para implementar a tradução ou interpretação de/para a língua de sinais 
- Interpretação em contextos comunitários (educacional, jurídico e médico) 
- Políticas de tradução/interpretação de língua de sinais
- Tradução de textos técnicos de/para língua de sinais
- Tradução/interpretação de língua de sinais: ética 
- Interpretação em contextos de conferência
- Tradução de/para a escrita de sinais

- Tradução audiovisual em Língua de Sinais

- Tradução artística


Eixos temáticos dos trabalhos submetidos para 4º SEMINÁRIO FRANCO-BRASILEIRO DE ESTUDOS DE SURDOS: LÍNGUAS DE SINAIS, ARTES, TRADUÇÃO E INTERPRETAÇÃO

- Estudos linguísticos da língua de sinais (fonologia, morfologia, sintaxe, semântica e pragmática, discurso)
- Documentação de língua de sinais
- Aquisição de língua de sinais
- Ensino de língua de sinais como L1 e como L2
- Ensino de segunda língua para surdos
- Escrita de língua de sinais
- Lexicografia e terminologia de língua de sinais 
- Variação Linguística de língua de sinais
- Literatura e performance de língua de sinais
- Gesto e línguas de sinais
- Planejamento de língua de sinais e política linguística
- Formação de tradutores/intérpretes de língua de sinais 
- Metodologias para implementar a tradução ou interpretação de/para a língua de sinais 
- Interpretação em contextos comunitários (educacional, jurídico e médico) 
- Políticas de tradução/interpretação de língua de sinais
- Tradução de textos técnicos de/para língua de sinais
- Tradução/interpretação de língua de sinais: ética 
- Interpretação em contextos de conferência
- Tradução de/para a escrita de sinais.



Formatação do resumo escrito

  1. Texto digitado em Word for Windows, incluindo título e 3 palavras-chave; Máximo 500 palavras;
  2. Papel tamanho A4;
  3. Margem superior 3,0 cm e inferior 2,0 cm;
  4. Margem esquerda 3,0 cm e direita 2,0 cm;
  5. Fonte: Times New Roman, tamanho 12, espaçamento simples;
  6. Alinhamento justificado;
  7. Título em maiúscula, negrito, com alinhamento centralizado;
  8. Nome do(s) autor(es) e da instituição, com alinhamento à direita.


Formatação do vídeo em sinais

  1. Vídeo de no máximo 5 minutos em LSI ou em Libras indicando a MODALIDADE desejada.
  2. Vídeos gravados com captura de imagem e som em câmara digital
  3. Publicar o vídeo na página do Youtube em modo público.
  4. Enviar o link do vídeo através de sua área restrita.
  5. Não será aceito vídeos por email

 

Os autores que tiveram resumos aprovados para Comunicação em Sinais e Pôster poderão elaborar o trabalho completo para publicação e enviar através de sua área restrita até dia 5 de junho de 2022 (envio do trabalho completo é opcional), seguindo as normas abaixo: 



Formatação do trabalho completo

  • Texto digitado em Word for Windows, com extensão entre 20.000 a 30.000 caracteres com espaços; (português ou espanhol)
  • Papel tamanho A4;
  • Margem superior 3,0 cm e inferior 2,0 cm;
  • Margem esquerda 3,0 cm e direita 2,0 cm;
  • Fonte: Times New Roman, tamanho 12;
  • Espaçamento entre linhas: 1,5cm;
  • Alinhamento justificado;
  • Título em maiúscula, negrito, com alinhamento centralizado;
  • Nome do(s) autor(es), seguido da instituição, abaixo do título com alinhamento à direita;
  • Citações e referências conforme as normas da ABNT.


Formatação do banner para Pôster aprovado

Clique nos links a seguir para baixar o template e montar seu pôster:

 

https://congressotils.com.br/PosterTILS.pptx

https://congressotils.com.br/PosterLinguistica.pptx

https://congressotils.com.br/PosterFrancoBrasileiro.pptx

 

O autor deve confeccionar seu pôster atentando para os seguintes critérios:

 TAMANHO: As dimensões do pôster não devem ultrapassar o limite de 90cm de largura por 120cm de comprimento. Pôsteres maiores excederão o painel de afixação; por isso é necessário que o autor atenda as especificações das dimensões do pôster.

 

Obs.: Levar pôster com cordinha ou fita adesiva para fixação.

 

 LETRAS: As letras utilizadas no pôster devem permitir uma leitura fácil à distância de dois metros. Devem-se usar LETRAS MAIÚSCULAS E MINÚSCULAS para o conteúdo geral, pois o uso de letras de um mesmo tamanho pode dificultar a leitura. Deve-se utilizar apenas a fonte Times New Roman (exceto nas figuras, onde a escolha é livre).
Conteúdo deverá contemplar:
-Título
- Autor(es)
- Introdução
- Objetivos do trabalho
- Resumo da metodologia utilizada
- Principais resultados e conclusões

 

A apresentação dos pôsteres se dará no hall de entrada do auditório. Clique no link abaixo e confira o dia da apresentação do seu Pôster:

https://congressotils.com.br/ProgramacaoPosteresAprovados.pdf



Importantes aspectos sobre a submissão do seu trabalho (exclusivo para Comunicações em Sinais)

  • Os Anais dos eventos serão publicados POSTERIORMENTE ao evento na página www.congressotils.com.br 
  • Os textos completos devem ser redigidos em português ou francês, somente para resumos aprovados para Comunicação em Sinais.
  • Todos os textos serão analisados pela comissão científica e organizadora. 
  • A responsabilidade pelo conteúdo dos trabalhos encaminhados para publicação e revisão do português é do Autor. 
  • Identificação da instituição, programa, unidade da federação e agência de fomento (se houver).
  • Indicação do eixo temático.
  • Enviar os trabalhos em PDF com o nome do autor e o título identificados.
  • Todos os textos serão analisados pela comissão científica (corpo editorial)

 

Qualquer dúvida, entre em contato conosco pelo e-mail trabalhos@congressotils.com.br ou acesse o menu "Contato".

palestrantes
confirmados

CHRISTIAN RATHMANN
É professor e chefe do Departamento de Estudos Surdos e Interpretação de Línguas de Sinais na Humboldt Universität de Berlin, Alemanha. Suas áreas de pesquisa incluem tradução e interpretação de línguas de sinais, aprendizagem, ensino e avaliação de L2, linguística de línguas de sinais (concordância, aspecto, discurso e estudo de corpus), assim como Estudos Surdos (com foco em acessibilidade e inclusão na sociedade).
CHRISTOPHER STONE
Pesquisa pessoas surdas e ouvintes envolvidas em interpretação e tradução visual. Ele também analisa fatores atitudinais do intérprete com os Drs. Robyn Thompson e Stacey Webb, e PhD Freya Watkins com uma bolsa SRG19191348 da British Academy/Leverhulme. Ele também pesquisa estratégias de representação e experiência como colaborador internacional no projeto DEPICT. Ele é um Reader em Interpretação e Tradução na Universidade de Wolverhampton. Leciona nos cursos BA (Hons) Interpretação e Estudos Surdos. É líder de curso do Mestrado em Interpretação e orienta 5 alunos de doutoramento. Mantém uma prática ativa de interpretação (BSL/ASL/IS/Inglês); atua no Comitê de Pesquisa da AIIC; e é o atual presidente da WASLI.
IVANI FUSELLIER
Doutora em linguística e professora/pesquisadora da Universidade de Paris 8/CNRS-UMR7023 (SFL-LGS). Sua pesquisa e ensino são focados a) no estudo das línguas de sinais a partir de diferentes abordagens: semiológica, linguística, sociolinguística e didática; b) na emergência da criação literária em língua de sinais e c) nos processos corporais e gestuais de criação simbólica. Ela desenvolve também ensino/pesquisa ação no campo associativo de bem estar corporal (yoga, danças circulares articulada as línguas de sinais).
JANINE SOARES DE OLIVEIRA
É professora do Departamento de Libras (LSB) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Doutora em Estudos da Tradução pela UFSC. Mestre em Ensino de Matemática pelo CEFET-RJ e graduada em Matemática pela Universidade Federal Fluminense. Desenvolve pesquisas na área de tradução de textos especializados, organização de corpus e análise linguística de unidades terminológicas em Libras. Colaboradora como tradutora e consultora (ad hoc) da Editora Arara Azul desde 2005. Atualmente é líder do Grupo de Estudos e Pesquisa em Alteridade e Educação Matemática (GEPAM), juntamente com a Prof.ª Dr.ª Rosilene Beatriz Machado e colaboradora dos Grupos de Pesquisa: Léxico e Terminologia em Libras: Tradução, Validação e Tecnologia, liderado pela Prof.ª Dr.ª Marianne Rossi Stumpf e Grupo de Estudos Linguísticos da Libras (GELL), liderado pela Prof.ª Dr.ª Aline Lemos Pizzio. Membro da Comissão de Assessoramento Técnico-Pedagógico em Libras do INEP/MEC. Exerceu as funções de Coordenadora da Equipe de Tradução do curso Letras-Libras (UFSC), Coordenadora do Curso de Licenciatura em Matemática da Universidade Católica de Petrópolis(UCP) e sub-chefe do Departamento de Libras. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação de Surdos atuando principalmente nos seguintes temas: Formação de Professores e Tradutores, Avaliações em Libras, Educação Matemática.
JOYCE CRISTINA SOUZA
Licenciada em Letras-Inglês pela Universidade de Franca (2017), Mestre em Linguística pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar (2020), pós-graduanda em Tradução, Interpretação e Docência em Libras pela Unintese (em andamento). Atualmente é tradutora e intérprete de Libras no SeTILS (Serviço de Tradução e Interpretação de Língua de Sinais) da UFSCar, professora de Libras no SENAC São Carlos, vice-presidente da Associação dos Surdos de São Carlos (ASSC), conselheira fiscal da Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos (FENEIS), membro titular do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência de São Carlos (COMDEFSC) e membro do comitê de fundação da Associação de Lexicografia das Américas - América do Sul, América Central, México e Caribe (AmericaLex). Possui interesse e realiza pesquisas na área de Linguística da Libras com ênfase em Lexicografia, Lexicografia Pedagógica, Terminologia, Socioterminologia e Linguística de Corpus.
KATIA LUCY PINHEIRO
Profª. Dra. adjunto IV ,da UFC - Universidade Federal do Ceará de Libras, Libras V, Políticas linguísticas, estágios em Libras como L1 e L2, tradução e interpretação e dentre outros Colaboradora da Inventário da Língua Brasileira de Sinais da Região de Fortaleza - Ceará. Doutora de PGET - Pós-Graduação em Estudos da Tradução da UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina (2020). A mesma instituição, foco inclui as Políticas Linguísticas. Integro o Grupo de Pesquisa do CNPQ, Corpus de Libras, sob a coordenação de Ronice Müller de Quadros. Sou Intérprete e tradutor de L. portuguesa para Libras e de duas línguas de sinais. Sou coordenadora de grupo de trabalho de tradutora e intérprete surdo e guia-intérprete surdo de línguas da Febrapils. Representante do Movimento Surdo no Ceará e movimento de mulheres surdas e surdacegas.
MARIANNE ROSSI STUMPF
Possui graduação em superior de tecnologia em informática pela Universidade Luterana do Brasil (2000), graduação em Educação de Surdos pela Universidade de Santa Cruz do Sul (2004) e doutorado em Informática na Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2005). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal de Santa Catarina, membro do grupo de especialista em ls - wfd - World Federation of the Deaf e vice coodenadora gt libras - World Federation of the Deaf. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Brasileira de Sinais, atuando principalmente nos seguintes temas: escrita, libras, letras, professor de libras e intérprete de libras.
MARISA DIAS LIMA
Doutorada em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia, Mestrado em Linguística pela Universidade de Brasília - UnB, Graduação em Letras Libras pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC e em Pedagogia pelo Centro Universitário de Patos de Minas - UNIPAM. Atualmente sou professora no departamento da Faculdade de Educação - FACED da Universidade Federal de Uberlândia na área de Libras e Educação Especial.
OLIVIER SCHETRIT
Doutor em Antropologia em 2014 à EHESS (Escola de estudos superiores em ciências sociais), pesquisador pós-doutoral no CEMS-CNRS (Centro nacional de pesquisa científica) da EHESS e professor universitário (CNU). Suas pesquisas abordam, em uma perspectiva transnacional, o corpo surdo e suas maneiras de ser no mundo pela arte e pela criação. Ele se interessa pelos coletivos e pelos lugares de emergência de práticas artísticas. Ele publicou, especialmente, «Encontros e Diálogos em Corpos-Gestos-Sinais com o desconhecido sob o olhar de Bouddha e de Balzac de Rodin», K. Légret (sobre a direção de). Créons au Musée. Performances des arts vivants. Paris: Éditions Geuthner, 2019. E «Chansignes (Canto-sinalizado) e chorésignes (coreografarias-sinalizadas), a teatralização coreográfica da contestação social de pessoas surdas», Ultrapassar a ausência pela criação? Anthrovision 2.2, 2013.
PATRICIA TUXI
Professora Adjunta no Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas - LIP. Atua no Programa de Pós-Graduação em Linguística - PPGL no Programa de Pós-graduação em Estudos da Tradução - POSTRAD, ambos da Universidade de Brasília – UnB. Desenvolve pesquisas com foco na Língua Brasileira de Sinais – Libras nos seguintes campos: Léxico e Terminologia, Linguística de corpus, Estudos da Tradução e Interpretação das Línguas de Sinais - ETILS. Doutora em Linguística e Mestre em Educação pela UnB. Tem experiência na área de Tecnologia e Linguagens, Lexicologia e Terminografia das línguas de sinais, formação de profissionais na área de ensino de Libras e formação e profissionalização de Tradutores e Intérpretes de língua de sinais em contextos educacionais, museológicos, institutos culturais e patrimoniais. Participa como membro do Grupo de Pesquisa Acesso Livre - tradução audiovisual e acessibilidade cultural. Coordena o Grupo de Pesquisa Tecnologias e Linguagens das Línguas de Sinais no Brasil e no Mundo no qual desenvolve pesquisas no âmbito da Terminologia e Lexicografia e Estudos da Tradução e Interpretação das Línguas de Sinais.
RACHEL LOUISE SUTTON-SPENCE
Possui graduação em Bachelor of Arts in Experimental Psychology - University of Oxford (1987) e doutorado em Estudos Surdos - University of Bristol (1995). Atualmente, é professora da Universidade Federal de Santa Catarina. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Estudos Literários, atuando principalmente nos seguintes temas: libras, línguas de sinais, literatura surda, poesia e literatura sinalizada. É líder do Grupo de Pesquisa “Literatura em Línguas de Sinais” na Universidade Federal de Santa Catarina.
RODRIGO CUSTÓDIO DA SILVA
Doutor (2019) e mestre (2013) em Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina, pós-graduado (2010) em Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS pelo Instituto Brasileiro de Pós-Graduação e Extensão e graduado em Educação Física - licenciatura plena (2008) pela Universidade de Passo Fundo. Possui experiência com tradução de português para Libras. Atualmente, é professor adjunto da Universidade Federal de Santa Catarina e pesquisador da área linguística de Libras com ênfase em análise de discurso, produção e compreensão em Libras e níveis de (in)formalidade da Libras.
RONICE MÜLLER DE QUADROS
Ronice Müller de Quadros é professora e pesquisadora da Universidade Federal de Santa Catarina desde 2002 e pesquisadora do CNPQ - PQ1C, com pesquisas relacionadas ao estudo das línguas de sinais, desde 2006. Pedagoga (1992), Mestre (1995) e Doutora (1999) em Linguística pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, com estágio por 18 meses na University of Connecticut (1997-1998) com pesquisas voltadas para a gramática da Libras e a aquisição da Libras. Pós-doutora pela Gallaudet University e University of Connecticut (2009-2010) com pesquisas relacionadas ao desenvolvimento bilíngue bimodal (crianças usuárias de Libras e Português e crianças usuárias de ASL e Inglês), com financiamento da NIH e do CNPQ (2009-2014) e pós-doutora na Harvard University com pesquisas com as línguas de bilíngues bimodais (Libras e Português e ASL e Inglês), com financiamento do CNPQ (2015-2016). A Prof. Quadros consolidou o Núcleo de Aquisição de Línguas de Sinais (NALS) na Universidade Federal de Santa Catarina com dados longitudinais e experimentais de crianças surdas e crianças ouvintes bilíngues bimodais (2002-atual) e o Grupo de Pesquisa Corpus de Libras (2014-atual), integrante do Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPQ, que está vinculado aos projetos de pesquisas envolvendo a documentação de Libras. A Prof. Quadros está coordenando a consolidação do Inventário Nacional de Libras que inclui vários sub-projetos para composição da documentação da Libras, contando com financiamento do CNPQ e do Ministério da Cultura. Estes projetos já estão sendo disponibilizados no atual Portal de Libras www.libras.ufsc.br, em especial, na página do www.corpuslibras.ufsc.br. Também faz parte do Projeto de Sobreposição de Línguas em Bilíngues Bimodais, que conta com financiamento parcial da NSF, em parceria com a University of Connecticut, relacionado com o projeto em crianças bilíngues bimodais http://bibibi.uconn.edu/index.html. Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Psicolinguística e Linguística Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: língua de sinais brasileira, aquisição da língua de sinais, bilinguismo bimodal, línguas de herança, educação de surdos e tradução e interpretação de língua de sinais.
ROSILENE BEATRIZ MACHADO
Professora da UFSC, no Departamento de Metodologia de Ensino (CED/MEN), atuando no curso de Licenciatura em Matemática; também no Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica (PPGECT). Doutora e Mestre em Educação Científica e Tecnológica pelo PPGECT/UFSC, e graduada em Matemática Licenciatura pela UFSC. É líder do Grupo de Estudos e Pesquisa em Alteridade e Educação Matemática (GEPAM). É editora da Revista Eletrônica de Educação Matemática (REVEMAT)
fique atento às
datas principais
Inscrições
 
 

Segundo vencimento para inscrições com desconto! Aproveite!


Local do Evento

Centro de Cultura e Eventos da UFSC


Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
Secretaria de Cultura e Artes - Departamento de Cultura e Eventos
Campus Universitário - Trindade – Florianópolis/SC - CEP 88040-970